09 novembro 2015

Querido eu...

Ele me mudou tanto. Não consigo entender exatamente onde as mudanças começaram. Mas foram muitas. E acho que foi devagar. Se fosse rápido eu teria sentido. E talvez tivesse pisado forte no freio. Ninguém gosta de mudança, já que toda mudança implica uma perda. Quando a gente muda acaba saindo da zona de conforto. E a zona de conforto é, como o próprio nome diz, confortável, segura, boa. Ele me deixou mais forte. A gente nunca percebe a força que tem até acontecer algo. E quando esse algo acontece, plim, surge aquela força absurda. E a gente se surpreende com as reações, pensamentos, sensações. Ele me levou algumas pessoas. Poxa, eu lamento dizer isso, mas ninguém é eterno. E sabe aquele seu amigo muito amigo? Ele vai te deixar chateado. E sabe aquela pessoa incrível que você contava? Ela vai te decepcionar. E sabe aquela colega que almoçava todas as quartas junto com você? Ela vai passar a almoçar com outra pessoa depois que uma de vocês mudar de emprego. A vida é assim: traz algumas pessoas e afasta outras. Ele me mostrou o que é um sentimento. É que nem sempre a gente sabe. Às vezes é necessário um empurrãozinho. Um beliscão. Uma queda ou um peteleco na orelha. A coisa está ali, ao seu lado, e nem sempre os seus olhos estão bem abertos para enxergar. Ele me ensinou que os dias nem sempre são ensolarados. E que a chuva tem a sua beleza. O cinza também. E que nada é eterno. E que ninguém ganha sempre. E que esse é o grande barato de tudo. Essa inconstância, essa incerteza, essa interrogação. Ele me fez ver que a beleza vai além de um salto alto, uma sombra preta, uma chapinha e unhas bem feitas. E que dinheiro não compra caráter. E que educação não está em nenhuma prateleira do supermercado. Ele me fez acreditar que tudo passa. Que nenhuma dor é para sempre. Que nenhuma alegria dura 365 dias. Que a gente vive numa gangorra. E que o ditado “um dia é da caça, o outro do caçador” é a coisa mais verdadeira que existe. Ele me deixou enciumada. É que todo mundo sabe quem ele é. Todo mundo já sentiu os efeitos que ele traz. Todo mundo já provou o seu sabor. E já se jogou em seus braços. Ele, o tempo. " ▬ Clarissa Corrêa

É isso... ♥

12 COMENTÁRIOS:

Thaiane e Thalita disse...

Gostamos do texto e a forma como você gravou o vídeo, o texto é bem inspirador.

Beijos


http://www.onlyinspirations.blogspot.com.br/

Joice Bianca disse...

Que texto lindo Luana!
Beijão!

estilodesobrababy.blogspot.com

La Cerejinha disse...

Agradeço ao tempo por passar porque realmente só ele pra me ajudar a amadurecer e esquecer tantas coisas ruins.. Amei os dois textos, faz mais videos assim, é muito inspirador <3

Beijoos
www.lacerejinha.blogspot.com

Dayane Nascimento disse...

Que vídeo mais amor, adorei e a sua letra é linda viu <3
Beijinhos
You Tube
Instagram
Facebook do blog
www.conversandocomalua.com

Angélica Anicésio disse...

Tão lindaaa, ficou tudo muito lindo, parabéns pelo texto e o vídeo está muito fofo! <3
Beijos

www.rabiscando.com.br

Emanuelle Rodrigues disse...

Gostei do vídeo bem diferente e esse texto é muito lindo, Sua letra é linda <3
Beijooos Lu!
www.quasedelicadaa.blogspot.com

Aline Patricia disse...

Amei o texto, ficou super legal.

http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

Vivyan Lourds disse...

Amei o texto, parabéns pelo seu trabalho com o blog, adoro todo o seu conteúdo.
Seguidora fiel!
Visita meu cantinho? vivyanlourds.blogspot.com.br
Quem sabe goste e retorne a seguir.
Um beijo. ♥

Lulis Cabral disse...

MUITOOOOO LINDOOOOOO S2

luliscabral.blogspot.com.br

Dani Ramos disse...

Tudo muito lindo...texto maravilhoso

Dani Ramos
www.donaengenhosa.com.br
Lojinha: http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_191414409

KNBeauty disse...

Que lindo texto minha flor, com certeza já recebeu meu joinha. Um xeruh!!!

www.kleidenaira.com.br

Luana Oliveira disse...

Comentários respondidos!

♥ Deixe o link do seu blog pra visitarmos !
Não xingar e nem desrespeitar nosso trabalho
♥ Em caso de dúvidas: (paradateen1@hotmail.com )
♥ Siga-nos no twitter @paradateenblog
♥ Instagram @paradateenblog

Personalizar pulseiras